Benchmarking: Faça como os melhores!

Like Melon > Empreendedorismo  > Benchmarking: Faça como os melhores!

Benchmarking: Faça como os melhores!

É comum que gestores e empreendedores estejam atentos ao desenvolvimento do seu setor de atuação empresarial e para isso utilizem o benchmarking para conhecer com mais detalhes o contexto em que estão inseridos. Mas por incrível que pareça, muitos empreendedores, principalmente os que atuam de forma digital, não conhecem essa expressão própria do universo da gestão administrativa. Mas qual a real importância do benchmarking para a saúde do seu negócio?

O guru brasileiro da gestão empresarial, Vicente Falconi, desenvolveu um método de solução de problemas denominado PDCA (Plan, Do, Check, Act), o qual diz sobre um processo de tratamento de dificuldades gerenciais de forma complexa e não cartesiana, ou seja, um método circular em que todas as fases estão interligadas, sendo essas fases as seguintes: planejamento, execução, checagem e ação. Essas quatro etapas seriam essenciais para tratar os problemas de crescimento de um negócio e o benchmarking é fundamental, principalmente para a etapa de planejamento.

Em um contexto digital, com um desenvolvimento tecnológico rápido e uma presença cada vez maior da internet nos relacionamentos humanos e empresariais, o benchmarking é empregado como parte de um processo criativo que torna o seu negócio único, com personalidade e capaz de superar a concorrência. Acompanhe o texto, a seguir, e descubra o porquê da urgência em utilizar o benchmarking, de forma estratégica, em sua empresa!

O que é Benchmarking?

Afinal, para que perder tempo inventando a roda se já existem sistemas sofisticados e eficazes de transporte? Benchmarking é uma palavra inglesa que vem de benchmark (referência) e que denomina um processo contínuo e sistemático de avaliação de produtos, serviços e/ou práticas mercadológicas que são notoriamente reconhecidas como as melhores.

O benchmarking tem como finalidade a melhoria organizacional a partir da adaptação de processos de sucesso, desenvolvidos em outras empresas tidas como referência, de acordo com a realidade do seu empreendimento. O grande desafio é não copiar, não simplesmente replicar o processo de sucesso, mas sim ter a capacidade criativa de utilizar o método bem sucedido de acordo com as necessidades e demandas do seu contexto empresarial, o qual é único e assim deve ser tratado, gerenciado.

São vantagens comumente geradas pelo benchmarking: melhora da competitividade empresarial; melhora das práticas empresariais; melhora da nutrição dos leads, em termos de Inbound Marketing; refinamento das métricas estabelecidas e aumento do foco na mensuração da produtividade. O benchmarking pode ser desenvolvido a partir de pesquisas de campo, serviços de mentoria, eventos que promovem o networking entre profissionais de uma mesma área, além de consultorias de profissionais com grande experiência no seu setor de atuação.

O Benchmarking pode ter diferentes níveis de atuação sendo dividido em alguns tipos básicos, como mostrado a seguir:

Benchmarking Interno: Trata-se da análise de boas práticas realizadas por determinados setores da empresa e que podem ser utilizados por outros setores também.

Benchmarking Competitivo: Trata-se da análise da concorrência. Tende a ser mais complicado descobrir os processo utilizados pela concorrência, mas é de grande importância observar o que as outras empresas do seu setor estão desenvolvendo.

Benchmarking Genérico: Trata-se da análise de empresas que não são do seu ramo mas que podem te ajudar a melhor alguns de seus processos.

Benchmarking de Cooperação: Trata-se de uma parceria entre duas ou mais empresas, com o intuito de compartilharem experiências bem sucedidas de seus respectivos setores.

 

A metodologia PDCA e o Benchmarking

O método PDCA segue a sequência estratégica apresentada pela ordem das letras da sigla, ou seja, em português: Planejar, Executar, Checar e Agir. Assim que um problema empresarial é identificado, deve-se traçar uma meta para que seja solucionado, sendo importante ter um prazo de tempo definido para o alcance dessa meta.

A primeira etapa é a de planejamento, sendo que nessa fase o problema é identificado de forma clara. Estrategicamente esse problema deve ser analisado e metas iniciais, a serem alcançadas, devem ser estabelecidas. Determine as ações a serem tomadas, quem irá agir e estabeleça prazos. Nessa etapa o benchmarking é fundamental para inspirar o gestor com o seu desenvolvimento estratégico, além de ensinar caminhos de sucesso já percorridos por empresas de renome, em situações correlatas.

A segunda etapa e a execução do plano estratégico estabelecido. É essencial documentar dados, dúvidas, informações geradas durante a execução. Desenhe o contexto real do seu negócio, obtenha dados para desenvolver a próxima etapa.

A terceira etapa é de checagem dos dados e informações gerados. Analise, compare resultados, verifique o grau de importância e necessidade das suas métricas. Acompanhe o nível de eficácia das execuções propostas.

A quarta etapa é de ação, ou seja, ajuste o que for necessário ser ajustado e reinicie todo o processo até alcançar suas metas. É importante lembrar que o método PDCA é um ciclo e sempre que ações de correção tiverem que ser tomadas, deve-se retornar à etapa de planejamento até que esse fluxo leve ao alcance da meta estabelecida. Paciência e persistência são os elementos básicos do sucesso duradouro.

Para que sua empresa cresça e usufrua dos benefícios do benchmarking, conte com profissionais especializados nesse tipo de serviço, como a agência digital Like Melon. O mercado digital está cada vez mais exigente e para que sua empresa não perca as novidades competitivas, entre em contato com os consultores da Like Melon e descubra como o benchmarking pode ser aplicado para o seu negócio!

likemelon
likemelon
Sem Comentários

Poste um comentário

Comentário
Name
Email
Website